Blog de marialimeira


ARRIMO

Maria José Limeira

 

cresço em maré / quando mergulhas em mim...

Carlos Luanda, in: “O Mar”

 

Quando vens mar,

rio.

Quando vens córrego,

sigo.

Se és regato,

canto.

Quando és Atlântico

- ó força espantosa

que escora meu cio,

meus anseios,

orgasmos

e desvarios -

“cresço em maré

quando mergulhas

em mim”.



Escrito por marialimeira às 22h04
[   ] [ envie esta mensagem ]




Nem todo sorriso é amargo

 

Quando o carteiro bate na porta

Não respondo

Quando a policia bate na porta

Saio pelos fundos

Quando o vento bate na porta

Fico em silêncio

Quando Deus bate na porta

Digo que não estou

Quando você bate na porta

Abro a janela e canto

 

carlos assis

...........

 

TODA LÁGRIMA AMARGA

Maria José Limeira

 

Bateram à minha porta

ao meio-dia.

Era o carteiro, mas não abri.

Estava chorosa com a perda

desse amor.

Bateram à minha porta

às duas horas da tarde.

Não abri.

Estava fazendo a sesta.

Bateram à minha porta

de madrugada.

Resolvi atender.

Pensava que fosse a lua.

Era a polícia.

Nisto se resume

a minha história

de ex-presa política.

 

 



Escrito por marialimeira às 00h20
[   ] [ envie esta mensagem ]




NOCTURNO EM SETEMBRO

Hoje a lua nasce muito mais tarde
Nesta tristeza que trago comigo
Rompe farrapos do céu sem estrelas
Prata que não tange os sinos da aldeia

Dormem os poetas da minha rua
E os cães ladram sem saber porquê
Enquanto mais além é o silêncio
Que governa o tempo e o espaço

E eu observador intemporal
Prisioneiro de minhas verdades
Deitei-me logo a adivinhar

Se mais tarde quando o sol nascer
A lua lhe vai dizer em segredo
A solidão que passou esta noite

joaquim evónio
10 set 06

Seja bem-vindo ao meu site - Varanda das Estrelícias
www.joaquimevonio.com



Escrito por marialimeira às 00h25
[   ] [ envie esta mensagem ]




AMA, ANA MARIA, AMA!

Maria José Limeira

 

Para a amiga e poetisa Ana Maria Costa

 

As asas do pássaro piam.

As borboletas cantam.

As águas do rio voam.

O mar é rugido à parte.

As pedras falam mais alto

que comadres futriqueiras.

O fogo proclama vozes.

A terra não se acomoda

às duras leis da Estática.

Oh! Musas!

Ah! Musos!

Só existe neste mundo

de naturezas vivas

(ou mortas)

uma pessoa que ama

(com paixão e alegria).

O nome dela é Costa,

também conhecida

como Ana Maria...



Escrito por marialimeira às 13h44
[   ] [ envie esta mensagem ]




EU-FEMISMOS

Maria José Limeira

 

Quando você estiver zangado,

não diga “merda”,

diga “excremento”.

Se alguém pisar nos seus calos,

não conte dois,

conte dez.

Mas, se nem assim resolver

seu estado de fúria,

então grite bem alto:

Puta-Que-Pariu!

 ...........

 

DIS-FEMISMOS

Maria José Limeira

 

Nos badulaques e salamaleques,

podem conviver

palavrões e palavrinhos,

na mesma rede de arrasto,

onde ponteia a viola enluarada

lado a lado

com as balas perdidas

da madrugada.



Escrito por marialimeira às 21h13
[   ] [ envie esta mensagem ]




Átimo

.

por um instante falhou no peito meu coração

milhares de células gritaram atordoadas

mas a sombra se foi deixando para trás

um rastro melancólico de insegurança e dor

.

.

Leonor Cordeiro

http://leonorcordeiro.blogspot.com/



Escrito por marialimeira às 00h40
[   ] [ envie esta mensagem ]




VOLTA... VOLTA.

Maria José Limeira

 

(Ao amigo Francisco Coimbra)

 

Se um dia fores embora,

ouvirás de mim:

Volta... Volta.

Não me faz sofrer

assim.



Escrito por marialimeira às 00h23
[   ] [ envie esta mensagem ]




PRA CIMA / PRA BAIXO

Maria José Limeira

 

Coração de homem

sangra por cima.

 

Coração de mulher

singra por baixo.

 

No dia seguinte,

há uma mancha de sangue

no colchão.

 

Quem foi?

Quem foi?

Quem foi?



Escrito por marialimeira às 23h52
[   ] [ envie esta mensagem ]




CAPITULAÇÃO

Maria José Limeira

 

Há flores no armistício,

gritos de vitória.

Na capitulação,

quem conta a história

é o vencedor.

 

Não há nenhuma glória

na dor.



Escrito por marialimeira às 23h13
[   ] [ envie esta mensagem ]




ENTRE O MAR E AS TREVAS

Maria José Limeira

 

Quando olhei

para o horizonte,

no fragor da borrasca,

vi que o mundo perdera

sua luz.

E nem túnel mais havia!



Escrito por marialimeira às 23h12
[   ] [ envie esta mensagem ]




A OUTRA FACE

Maria José Limeira

 

Quando a gente recebe

um tapa na cara,

o outro lado da face

também dói.

 



Escrito por marialimeira às 20h34
[   ] [ envie esta mensagem ]




DESISTÊNCIA

Maria José Limeira

 

Dentro de mim,

há um soldado

doente e cansado,

que se recusa a enfrentar

outras batalhas.



Escrito por marialimeira às 18h09
[   ] [ envie esta mensagem ]




Um blog interessante, onde os poetas esquecidos são relembrados:

Xavier Zarco
http://www.euxz.blogspot.com
...........

Saludos!
Maria José Limeira



Escrito por marialimeira às 20h23
[   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]


 
Meu perfil
BRASIL, Mulher, Portuguese, Arte e cultura
Histórico
  01/05/2012 a 31/05/2012
  01/03/2012 a 31/03/2012
  01/02/2012 a 29/02/2012
  01/12/2011 a 31/12/2011
  01/11/2011 a 30/11/2011
  01/10/2011 a 31/10/2011
  01/09/2011 a 30/09/2011
  01/07/2011 a 31/07/2011
  01/05/2011 a 31/05/2011
  01/04/2011 a 30/04/2011
  01/03/2011 a 31/03/2011
  01/02/2011 a 28/02/2011
  01/01/2011 a 31/01/2011
  01/12/2010 a 31/12/2010
  01/11/2010 a 30/11/2010
  01/10/2010 a 31/10/2010
  01/09/2010 a 30/09/2010
  01/08/2010 a 31/08/2010
  01/07/2010 a 31/07/2010
  01/06/2010 a 30/06/2010
  01/05/2010 a 31/05/2010
  01/04/2010 a 30/04/2010
  01/03/2010 a 31/03/2010
  01/02/2010 a 28/02/2010
  01/01/2010 a 31/01/2010
  01/12/2009 a 31/12/2009
  01/11/2009 a 30/11/2009
  01/10/2009 a 31/10/2009
  01/09/2009 a 30/09/2009
  01/08/2009 a 31/08/2009
  01/06/2009 a 30/06/2009
  01/04/2009 a 30/04/2009
  01/03/2009 a 31/03/2009
  01/02/2009 a 28/02/2009
  01/01/2009 a 31/01/2009
  01/08/2008 a 31/08/2008
  01/07/2008 a 31/07/2008
  01/06/2008 a 30/06/2008
  01/05/2008 a 31/05/2008
  01/04/2008 a 30/04/2008
  01/02/2008 a 29/02/2008
  01/01/2008 a 31/01/2008
  01/12/2007 a 31/12/2007
  01/11/2007 a 30/11/2007
  01/10/2007 a 31/10/2007
  01/09/2007 a 30/09/2007
  01/08/2007 a 31/08/2007
  01/07/2007 a 31/07/2007
  01/06/2007 a 30/06/2007
  01/05/2007 a 31/05/2007
  01/04/2007 a 30/04/2007
  01/03/2007 a 31/03/2007
  01/02/2007 a 28/02/2007
  01/01/2007 a 31/01/2007
  01/12/2006 a 31/12/2006
  01/11/2006 a 30/11/2006
  01/10/2006 a 31/10/2006
  01/09/2006 a 30/09/2006
  01/08/2006 a 31/08/2006
  01/07/2006 a 31/07/2006


Outros sites
  UOL - O melhor conteúdo
  BOL - E-mail grátis
  Maria José Limeira & Amigos
  Dicionário de Direitos Humanos
  Educação Ambiental
  Francisco Coimbra
  Observatório da Infância
  Noite sombria
  Rosangela_Aliberti
  Jorge Vicente
  Balaio de Letras
  Dôra Limeira
  Dira Vieira
  O Bule
  Luiz de Aquino
  Geraldes de Carvalho
  Glauber Vieira
  Algo mais além de livros
  Planeta Sustentável
  Poeta Linaldo Guedes
  El Theatro
Votação
  Dê uma nota para meu blog